22 de setembro de 2006

Sair peladona pode; transar na praia, não?

Não entendo MESMO a cabeça do pessoal de publicidade e das empresas. A GM tirou a campanha estrelada pela Cicarelli do ar - leia aqui - porque ela foi flagrada transando no mar da Espanha com o namorado - coisa que, aliás, conheço dezenas de pessoas que morrem de vontade de fazer. Outras empresas, provavelmente, devem seguir o exemplo - e a mídia está apostando pra ver quem vai ser a próxima. Só tenho lido textos que me dão a impressão que o mundo apóia o castigo moral, pela preservação dos bons costumes. Nessas horas, o mundo se esquece que as mesmas campanhas publicitárias usam e abusam de modelos e atrizes que saem peladas em revistas masculinas. Pode ser na Playboy, na Sexy e em outras bem mais baixaria. A Sabrina Sato, por exemplo, divulga a promoção da concorrente Renault. Nem vou entrar no mérito dos programas e propagandas que EXPLORAM a sensualidade e a sexualidade. Mas fica a pergunta: mostrar a xereca pode, mas transar na praia não? Dois pesos, duas medidas.

Um comentário:

Marcelo disse...

Olha, a regra é clara: mostrar a xereca pro leitor, pode; transar na praia com outro, não pode.
:D